• Rafael Mariano

Qualquer pessoa pode começar, mas apenas aquelas que acreditam em si terminam o que começaram.

Se você quiser alcançar sua maiores aspirações, superar desafios e sedenvolver sua vida, há outra coisa que você precisa fazer: 100% de responsabilidade sobre sua vida. Isso mesmo: você precisa se tornar dono de si.


Somos os únicos responsáveis popr nossa vida. Mas raras vezes pensamos dessa maneira. Mesmo que outras pessoas venham com promessas, mesmo que tenham sidos cruéis, covarde com você, quanto mais você ficar culpando o outro, mesno você desenvolverá sua vida.


Esse tipo de atitude alivia nossa consciência por um tempo, mas nos atrela permanentemente a esses problemas, o queacaba por impedir o nosso crescimento.


Quando algo nos acontece, podemos assumir dois tipos de atitude: chamar a responsabilidade para nós e agir ou negá-la, responsabilizando outra pessoa ou circusntância.


Quando negamos nossa responsabilidade, quando culpamos outra pessoa, Deus, o destino, a sorte ou uma circunsctância qualquer, colocamo-nos em uma situação de vítima.


E, nessa condição, renuncionamos ao controle de nossas vida. Perdemos a esperança, o entusiasmo e a motivação e nos acomodamos em um estado de resignação, estagnação e frustação.


É nesse momento que a confiança dá lugar à depreciação, reclamação, discussão, comparação e crítica.


Se você acredita que não possui controle sobre o que acontece com você, esse controle necessariamente precisa estar nas mãos de outra pessoa ou entidade. Nesse caso, você não é uma pessoa livre, poque depende de outra. Se for assim, na maior parte do tempo, você não passa de um fantoche, um boneco que se miovimenta de acordo com os desejos dos outros.


E não adianta reclamar.


Se você não tiver controle sobre SUA VIDA, se lea estiver nas mãos de outra pessoa, como você poderá ter autoconfiaça?


Nesse caso, você ainda está no estágio da dependência e, por isso, nunca poderá alcançar ou agir no nível da interdependência, onde está o verdadeiro sentido da vida pela e equilibrada.


Se você depender de outra pessoa, pouco adiantará definir um propósito para sua vida. Um vez que suas atitudes dependem do outro, você nunca conseguirá realizá-lo por vontade própria.


Nesse caso, há poucas coisas que poderá fazer com sua vida além de torcer para quem esteja no controle seja benevolente e piedoso com você.


E isso, geralmente, é muito frustrante.


Na pode ser mais frustrante do que depender permanentemente da piedade alheia. Nossa vida não tem sentido assim.


Mas, espera aí! Vou lhe ajudar a desenvolver sua vida. Tenho seis passoas que podem ser seguidos por qualquer pessoa para tornar sua vida mais poderosa, equilibrada, confiante e integrada.


1 - Descubra seu talento e transforme-o em seu ponto forte, aprimorando-o com conhecimento, técnica e prática.


2 - Defina um propósito com base nesse talento.


3 - Elabore um plano que explore seus pontos fortes para realizar seu propósito.


4 - Desenvolva, por meio da autosugestão, a autoconfiança necessária para desenvolver seu plano e realizar seu propósito.


5 - Aja todos os dias na execução de seu plano. Estabeleça uma meta diária para o desenvolvimento de seu talento e trabalhe arduamente para atingi-la.


6 - Forme uma Mente Mestra, poderosa em torno do seu propósito definido.






Posts recentes

Ver tudo

Desde que nasceu, em 1960, Freddie Roach foi preparado para ser campeão de boxe. O pai havia sido lutador pro􏰀ssional e a mãe, árbitra de boxe. O irmão mais velho de Freddie começou a aprender o

Em 1760, aos 4 anos, Wolfgang Amadeus Mozart começou a aprender piano com o pai. Foi a criança que pediu para iniciar o aprendizado tão cedo. A irmã, com 7 anos, já tocava piano. Talvez tenha sid